Busquemos o Imprescindível Alimento Espiritual

Disse-nos Emmanuel, por meio da psicografia do notável missionário divino Chico Xavier, em sua obra “Pão Nosso”, c. 148: “…. Os abnegados operários do Cristo prosseguem onerados em virtude de tantos famintos que cercam a seara, sem a precisa coragem de buscarem por si o alimento da vida eterna. E esse quadro persistirá na Terra, até que os bons consumidores aprendam a ser também bons ceifeiros.”

E, relendo essa grandiosa lição, logo visualizo o cotidiano de nossa vivência em prática, quando percebo, por exemplo, queixas de pessoas que dispõem de todo apoio material e psicológico, até afetuoso, suficientes para serem felizes e, no entanto, vivem instáveis, com constantes momentos de desequilíbrios psicossomáticos, que as deixam relativamente infelizes, posto que somente nesses momentos. Mas, que se agravam, com a constância vivencial desses momentos.

Então, reflito e percebo a extensão das verdades ditas pelo primoroso Emmanuel… Os consumidores a que ele se referiu, necessitados do alimento da vida eterna, logo espiritual… Que, acostumados às facilidades que a modernidade proporciona, cada vez mais, no aspecto material, dos prazeres mundanos, em suas satisfações fisiológicas e até psíquicas, por suas ocupações mentais com diversões que mais alienam e perturbam, do que entretém educando, como deveria ser, elevando, alimentando a alma, para o seu equilíbrio e evolução, como verdadeiro prazer para os sentidos espirituais – buscando por si o alimento da vida eterna, a que se referiu Emmanuel.

Ou seja, acostumamo-nos a encontrar, sobretudo os que dispõem de recursos para tanto, tudo pronto e disponível, com o mínimo esforço, desde a alimentação, com os serviços de terceiros, até as diversões, como já citei… E, de certa forma, buscam estender tais hábitos materiais, como se fosse possível, às necessidades mentais, espirituais. E, assim, deixa-se de lado os bons hábitos da boa leitura, da seletividade do que se ouve e assiste, que possam entreter educando, instruindo, enlevando a alma, como verdadeiro alimento espiritual.

Por isso, sem que se perceba, sob tais ilusões efêmeras e a abstinência do alimento espiritual, advém os quadros de instabilidades e desequilíbrios notórios em nossa sociedade hodierna, quando, então, no desespero das aflições psíquico-espirituais, a busca, afinal, das soluções salvadoras, não raro, infrutíferas, quando não se desperta para a terapia do corpo e do espírito…

Nesse contexto, pensei e escrevi, outrora, a respeito da busca e ajuda espiritual em alguns casos: “…. Assim, em geral muitos obtêm substancial melhora dos estados doentios, quando há a força de vontade na aplicação das atitudes recomendadas, e se redimem dos processos enfermiços, mudando os hábitos enganosos, passando a compreender a realidade espiritual, com religiosidade, em equilíbrio e harmonia.  O que corresponde à eficácia desejada nesses casos, para melhoria de todos e o progresso geral desejado, para uma vida melhor.

Entretanto, alguns tão logo se sentem melhor, restabelecidos, esquecem as recomendações, os aconselhamentos, como se sentindo curados de um ocasional problema meramente fisiológico, não assimilando os ensinamentos dados, tão pouco compreendendo a realidade espiritual vivenciada, e voltam aos hábitos de sempre… Infelizmente, então, atraindo novos problemas enfermiços, senão os mesmos… E o resultado todos sabemos ou é fácil imaginar: as intermináveis idas e vindas de buscas desesperadas e ajudas infrutíferas, como também, no final, as consequentes reencarnações corretivas, quanto sejam necessárias e possíveis. ….” (Publicado no Blogdoteixeira.com.br – em 16.06.2014).

Destarte, urge de todos nós a conscientização de nossa realidade espiritual, em perfeita e completa interação com a vivência existencial, como seres humanos, mas, espíritos eternos, necessitados de alimento espiritual.

 

Devaldo Teixeira de Araújo.

https://blogdoteixeira.com/  #   devaldo@hotlink.com.br

[Autorizada a divulgação desde que respeitadas a integridade e autoria do texto]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s