Revelações Espirituais

Há todo momento somos levados a refletir com cenas ou percepções, que se nos apresentam e que nos fazem meditar sobre a realidade da vida, desde que estejamos atentos, com a mente sempre aberta a considerações sob outros ângulos, transcendentes às preocupações e observações humanas comuns de fatos do cotidiano; tal como refleti no texto anteriormente publicado sob o título “Olhos de Ver”, em que ressalto a importância da nossa capacidade perceptiva.

Desta feita, reporto-me a uma cena que observei recentemente em uma sala de espera de um consultório médico, em que, enquanto esperava, lendo um livro, observei adentrar ao local uma jovem que aparentava ser uma adolescente, de tez loira, olhos claros, linda! Mas, limitada a uma cadeira de rodas, situação que demonstrava não ser ocasional e sim permanente, caracterizando-a como dependente de quem a conduzia e cuidava dela… Não obstante, tinha um semblante tranqüilo, com um sorriso permanente no belo rosto e um olhar que revelava timidez, às vezes medo, e ao mesmo tempo curiosidade, como atitudes próprias de uma criança…

Fiquei então a meditar sobre que mistérios envolviam aquela criatura naquelas condições… Qual realidade espiritual revelava-se naquele quadro, além da conotação meramente fisiológica ou psíquica… E por isso logo me veio a certeza da necessidade de buscarmos o entendimento sob o aspecto espiritual; a realidade da Divina Lei de Causa e Efeito a que estamos subordinados. Como no caso, envolvendo aquele espírito reencarnado e seus familiares igualmente espíritos comprometidos com as mesmas leis, que nos fazem compreender a necessidade da resignação ante as vicissitudes, para, com o devido esforço e força de vontade para superação, só assim conseguirmos corrigir as nossas falhas comprometedoras em que nos imiscuímos, por nosso livre arbítrio, fazendo com que tenhamos de resgatar erros do passado, em mais uma reencarnação, pela infinita misericórdia divina. E então, as dolorosas situações, da mesma natureza, mais ou menos difíceis de acordo com o grau de comprometimentos de nossos erros, sobretudo quando em prejuízo de nossos semelhantes.

O que me fez lembrar os esclarecimento de Emmanuel, quando disse: “… A sabedoria do Senhor não deixa margem à inutilidade. O sofrimento tem a sua função preciosa nos planos da alma, tanto quanto a tempestade tem o seu lugar importante na economia da natureza física. …” (do livro “Fonte Viva, c. 162).

E a análise cientificista encontra apenas as devidas respostas fisiologistas e até psicológicas, para todas as situações como o caso em tela, com o avançado conhecimento científico de que dispomos e que são verdadeiras, sem dúvida. Mas, que restrita a tais aspectos deixa o vazio da permanente busca das respostas que preencham as lacunas da perquirição filosófica existencial inerente a todos nós, na incessante procura da verdade, que transcende a dialética materialista e o rigor científico. Ou seja: caminhando lado a lado; onde a Ciência para, nos limites dos conhecimentos em seu devido tempo; o Espiritismo avança encontrando a racional explicação sob as imutáveis e eternas Leis da Natureza, divinas, espirituais, em todas as épocas. Conciliando as nossas mentes com a convicção de que somos espíritos eternos, para o aperfeiçoamento moral-espiritual a que estamos destinados, em interação com todos, que devemos considerar como nossos irmãos.

Então, convicto desta realidade, agradeço a Deus por me encontrar em pleno exercício de meu livre arbítrio, em condições melhores às que muito observamos e sentimos ocorrendo com nossos irmãos de jornada, que não nos cabe julgar, mas, tão somente compreender e ajudar com o que dispomos, o que sempre podemos fazer de alguma forma. Por isso, naquela ocasião, concentrando-me no quadro observado, na personagem e suas circunstâncias; mentalizei uma fervorosa prece em favor daquela criatura, rogando ao Pai Celestial ajuda por intermédio dos Espíritos de Luz, a fim de que ela tenha forças na superação dos obstáculos para sua emancipação espiritual em mais um degrau evolutivo.

Devaldo Teixeira de Araújo.

devaldo@hotlink.com.br

[Autorizada a divulgação desde que respeitadas a integridade e autoria do texto]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s