Autocontrole – Essencial à Vida

O próprio vocábulo, literalmente, diz tudo. Não precisaríamos nem recorrer aos dicionários (qual Michaellis, que esclarece : auto + controle = Controle de si mesmo; domínio dos seus próprios impulsos, emoções e paixões), para perceber a importância dessa prática em nossa vida, se quisermos viver em equilíbrio e, só assim, em paz consigo mesmo e em harmoniosa convivência com todos e tudo à nossa volta.

E, com certeza, os impulsos explosivos de qualquer natureza, que ocasionam tantos transtornos como os que sempre estão acontecendo em nossa sociedade, pincipalmente os transfigurados em violência, de que tanto temos notícias, revelam o contrário: o descontrole de si mesmo, nocivo e gerador de conflitos, com os desdobramentos imprevisíveis, de maiores ou menores consequências. Aí considerando ainda, geralmente, a inserção do orgulho, da vaidade, que afloram nessas ocasiões de grandes tensões e desequilíbrios, com as consequentes influências espirituais igualmente deletérias, propiciadas pela sintonia mental característica em tais comportamentos ocasionais.

Eis porque convivemos com tantos problemas sociais, tanta discrepância e violência, que, pela incidência e exacerbada divulgação da mídia em geral, banaliza-se ao ponto de tornar-se o assunto mais propagado dos nossos meios de comunicação.  Ao mesmo tempo em que evidencia o quanto a nossa sociedade, de um modo geral; enquanto no aspecto material se modernizou, progrediu tecnologicamente; infelizmente no aspecto moral-espiritual não acompanhou na mesma proporção progressiva, parecendo até, às vezes, estacionária nos labirintos perniciosos das ilusões mundanas transitórias, esquecendo assim a realidade espiritual eterna.

Por isso, a necessidade de nosso esforço autoeducativo contínuo nesse sentido, buscando o completo domínio de todas as possíveis reações emotivas, quando defrontados pelas paixões de toda natureza e as adversidades inerentes à nossa convivência social em que possam gerar danos aos outros e, por conseguinte a nós mesmos.  E considerando ainda, o conhecimento de nossa natureza espiritual eterna, então o imprescindível esforço na correção de procedimentos errôneos habituais arraigados do passado, em nosso íntimo perispiritual, interligado ao id psíquico, às vezes de difícil consecução, em face da nossa condição de imperfeição espiritual, contudo, com a força de vontade propulsora, certamente tudo podemos conseguir.

Somente dessa forma, creio, podemos ensejar uma sociedade mais homogênea, fundamentada nos princípios eternos de “amor a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”, como ideal cristão; respeitando e vivenciando as divinas leis da natureza e, dessa forma, a prática do amor em sua plenitude, como tão bem ensinou, com o próprio exemplo, o Divino Mestre Jesus.  Como também muito nos tem sido lembrado, pelos ensinamentos dos Missionários Divinos, em todas as épocas e até hoje; de que todos nós temos conhecimento.

Nesse contexto, lembro a maravilhosa lição contida no “Evangelho Segundo o Espiritismo”, Capítulo XVII – Sede perfeitos.  Item 4 – Os bons espíritas; em que diz: “…… Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações más. ……”.  Incontestavelmente uma grande verdade, extensiva a todos os que buscam o seu aperfeiçoamento com a prática das virtudes eternas que nos eleva à sublime condição de verdadeiros cristãos, em cumprimento ao ideal divino de fraternidade, para a paz e harmonia Universal.

Enfim, conscientes da nossa responsabilidade como cristãos – para os que professam a religiosidade, ou seres sociais em convivência inevitável – para muitos que ainda desconhecem a realidade espiritual; todos temos como obrigação o aperfeiçoamento de nossos hábitos, em interação com tudo e todos, para um mundo melhor, em nosso próprio benefício e da humanidade, como irmãos.

 

 Devaldo Teixeira de Araújo.

devaldo@hotlink.com.br

[Autorizada a divulgação desde que respeitadas a integridade e autoria do texto]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s