A importância de saber-se Espírito

Reflito sobre a lição que ouvi de quem eu considero um dos grandes pensadores contemporâneos – erudito,  estudioso e divulgador da Doutrina Espírita – professor Humberto Vasconcelos, em uma de suas esclarecedoras palestras, na “Fraternidade Espírita Peixotinho”, Recife-PE, quando afirmou: “…. Ser espírita é saber-se Espírito! ….”

E pensando nessa extraordinária asserção não poderia deixar de meditar sobre a importância de buscarmos o entendimento de seu real significado, para vivenciarmos o verdadeiro cristianismo, como tão bem ensinou e exemplificou o Divino Mestre Jesus… Ao menos, nos limites de nossa compreensão ainda incompleta ante as verdades eternas e o nosso insipiente estado evolutivo moral-espiritual…

Uma vez que, sabendo-nos Espíritos nossos pensamentos e atitudes, coerentemente, hão de convergir sempre a uma conduta condizente com tal conhecimento, ou seja: cônscios de que somos espíritos eternos, em harmonia e interação com tudo e todos, voltados ao bem comum em todos os aspectos, em obediência às Leis Divinas.  E, por ser esta a razão de estarmos aqui reencarnados, buscando o nosso aperfeiçoamento moral-espiritual a que estamos destinados, pela infinita bondade e misericórdia divina.

Bem como acredito que a ideia tal como afirmada, deva ser considerada essencial na busca do conhecer-se a si mesmo, preconizada pela filosofia socrática, que considero indispensável para consecução do próprio equilíbrio, de que tanto necessitamos para a paz e harmonia interior e a convivência na mesma sintonia, consubstanciando o amor em sua essência e, naturalmente, a concórdia em geral.

E assim conscientemente, não mais as ideias e atitudes egoísticas, próprias de quem desconhece a nossa realidade espiritual, voltado apenas para a vida material-existencial e que assim pensando e interagindo tantos males provoca, posto que nesta jornada terrestre somos seres sociais, de que já falei em outro texto (vide “COMO SABEMOS, SOMOS SERES SOCIAIS …”); interagentes e interdependentes, como finalidade precípua de aqui estarmos em mais uma experiência reencarnatória para nosso aprimoramento.

E, embora a denotação da afirmativa – em sendo espírita; creio que possa e deva ser entendida por todos, no contexto da pretensa lição como bem entendida, independente de conotações religiosas ou filosóficas, porquanto, como penso e sempre afirmo, a realidade espiritual é clara e incontestável se bem estudada e devidamente compreendida  e, por isso, urge ser racionalmente assimilada e aplicada em nossa vivência, para um mundo melhor.  E, tenho certeza de que assim será, uma vez que a evolução moral-espiritual se processa inexoravelmente, independente da incompreensão humana por nossa visão ainda limitada e voltada às preocupações imediatistas, próprias da atual condição de imperfeição espiritual, em geral.

Julgo oportuno inserir neste contexto a lição de Emmanuel, quando disse: “… Instruamo-nos, pois, para conhecer.  Eduquemo-nos para discernir.  Cultura intelectual e aprimoramento moral são imperativos da vida, possibilitando-nos a manifestação do amor, no império da sublimação que nos aproxima de Deus. …” (Fonte Viva, L. 91).  Como também: “… Deus está em nós, quanto estamos em Deus. Mas, para que a luz divina se destaque da treva humana, é necessário que os processos educativos da vida nos trabalhem no empedrado caminho dos milênios.” (Ibidem, L. 30).

Destarte, acredito que o desconhecimento dessa realidade contribui sobremaneira para  tantos dissabores que observamos e vivenciamos, fazendo com que a nossa sociedade ainda conviva em desarmonia e sofrimentos, e, para as transformações indispensáveis, ensejando uma convivência em paz e harmonia: a necessidade dos imperativos educacionais da vida, do esforço na busca do conhecer-se a si mesmo, sobretudo sabendo-se Espírito.

Devaldo Teixeira de Araújo.

devaldo@hotlink.com.br

[Autorizada a divulgação, desde que respeitadas a integridade e autoria do texto]

Anúncios

4 comentários sobre “A importância de saber-se Espírito

  1. Pingback: Atitude Exemplar | Blog do Teixeira
  2. Pingback: Morte, a Grande Passagem – O Retorno | Blog do Teixeira
  3. Pingback: Planeta Terra – Uma Dimensão Espiritual | Blog do Teixeira
  4. Pingback: A Conscientização Espiritual e seus Benefícios | Blog do Teixeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s